OROLIX 3

CANAL SAÚDE - PODE ENGOLIR ESPERMA?




NÃO?! ?! ?! CUIDADO!!!!
Por Dr. Jorge Eurico Ribeiro, email: jer@fiocruz.br;
Colaboração: Ygor Moura, Blog: http://saude-sexo.blogspot.com

Em primeiro lugar, sêmen ou esperma? Sêmen, esperma, “porra”, ou líquido espermático é o resultado do líquido seminal (60% do volume do esperma), líquido prostático (1/3 do volume) e substâncias lubrificantes, além dos espermatozóides. Todas essas secreções produzidas pelo aparelho reprodutor masculino se juntam e mantêm os espermatozóides nutridos e vivos para que ocorra a fecundação (o encontro com o óvulo feminino, a fim de dar origem a um novo ser). O esperma é liberado pela uretra do homen durante a ejaculação. Com o líquido do esperma, existe do risco de contrair infecções sexualmente transmissíveis (IST) não só engolindo, como apenas deixando o parceiro ejacular-gozar em sua boca. Olhando sob este prisma faz, sim, mal colocar na boca o gozo do seu parceiro. Além disso...
O líquido do esperma é cheio de vírus e o HIV tem alto potencial de contaminação (numa pessoa com HIV). O HIV, vírus que causa a AIDS, já infectou 60 milhões de pessoas em todo o mundo (causando 25 milhões de mortes), desde sua descoberta em humanos em 1981. Um componente do sêmen humano pode facilitar a dispersão do vírus ao ter como alvo as células do sistema imunológico (células de defesa), em alguns casos tornando o HIV até 100.000 vezes com mais poder de contaminação. Recentemente, uma equipe de pesquisadores alemães, publicou o resultado de um estudo que mostrou que o sêmen torna o HIV mais potente, através de uma proteína que transporta o HIV, aumentando o risco, possibilidade, de contaminação em até 100.000 vezes (CEM MIL !!!). Esta proteína é um componente do esperma, produzida pela próstata (no líquido prostático), e potencializa o vírus. . Este risco se refere a qualquer tipo de relação sexual (anal, vaginal ou oral Uma análise da estrutura desta proteína no sêmen indicou que ela se liga a fragmentos similares para criar fibras (aglomerados de fragmentos de proteína) que foram chamadas de “potencializadores de infecção viral derivado do sêmen” (SEVI, na sigla em inglês). Uma vez unidas, as fibras agem como meio de transporte, aprisionando e carregando o vírus HIV para as células de defesa do organismo (sistema imunológico). Os pesquisadores descobriram que o HIV presente no sêmen é mais bem-sucedido que o vírus sozinho. Eles também testaram a quantidade limite de vírus necessários para infectar as células da amídala humana (órgão de defesa localizado ao redor da nossa garganta - por dentro), observando que, na presença do sêmen, um número bem menor de HIV foi necessário para a transmissão, infecção pelo HIV.
Em outros experimentos, o HIV com o componente do sêmen (SEVI) foi cinco vezes mais eficaz na transmissão do vírus. Em situações em que níveis baixos do vírus são transferidos – como durante a relação sexual, o SEVI pode tornar a probabilidade de disseminação do HIV 100.000 vezes maior quando comparada à do vírus sozinho. Outros cientistas afirmam que mais pesquisas são necessárias para compreender plenamente o papel da SEVI na transmissão viral.É necessário entender melhor cada detalhe sobre a transmissão do HIV e em seguida em termos de experiências é demonstrar em macacos que essa substância tem uma função na transmissão. Olhando por outro lado, o esperma (produto do líquido espermático somado com os espermatozóides) de um indivíduo saudável não contém germes e é rico em proteínas. Uma colher de chá de esperma tem calorias equivalentes à de três pães. Estudos mostram que na composição do esperma encontramos além os espermatozóides, sódio, potássio, cálcio, zinco, magnésio, Ácido Cítrico, proteínas, frutose, fosfatos, entre outras. Calcula-se que numa ejaculação, em média sejam liberados aproximadamente 4 gramas de esperma, contendo menos de 35 calorias, proteínas e gorduras. Todos esses nutrientes são para manter a fertilidade masculina, nutrindo e mantendo os espermatozóides aptos para fecundação do óvulo feminino, e não para servir de alimento.
Um indivíduo infectado pelo HIV que mantêm o uso correto dos medicamentos (antiretrovirais), além de manter uma quantidade de vírus (carga viral) baixa, até mesmo “indetectável” pelos métodos laboratoriais, também diminuem a quantidade de vírus no esperma, o que pode ajudar na prevenção da infecção pelo HIV. Por outro lado, se não faz tratamento ou se já tem um vírus resistente aos medicamentos, é capaz de transmitir mais o HIV pelo esperma.
Não corra riscos, use sempre camisinha, inclusive se for fazer sexo oral! A AIDS não tem cara e com o HIV não se brinca!
Você sabe o que é PrEP? Profilaxia pré-exposição?
Um comprimido ao dia pode prevenir a contaminação pelo HIV? Existe algo a mais que a camisinha para prevenir a AIDS?
Participe desta discussão acessando o blog: http://saude –sexo.blogspot.com






NÃO CONSIGO FAZER SEXO ORAL COM CAMISINHA. ADORO QUANDO O MEU PARCEIRO (A) EJACULA EM MINHA BOCA. DIZEM QUE CORRO SÉRIOS RISCOS DE DOENÇAS. QUAIS SÃO OS RISCOS QUE POSSO CORRER E QUAIS SÃO AS DOENÇAS QUE SÃO TRANSMITIDAS?

O sexo oral! desprotegido não é recomendável, principalmente a ejaculação dentro da boca. além do risco de se contrair com HIV e outras DSTs (doenças sexualmente transmissíveis) são muito comum de serem transmitidas, mesmo sem que ocorra a ejaculação. As hepatites são extremamente transmissíveis neste ato, além das DSTs mais comuns, como a sífilis, a gonorréia.
Agora se você estiver com um parceiro (a) fixo ai é diferente. Aproveite.

3 comentários:

Deciao

4 de dezembro de 2012 04:51

O q vcs tem a dizer desse negocio de que o HIV se alimenta de linfocitos T4 presentes no SANGUE e nao no esperma. Então o esperma é um meio rejeitado por ele? Será que a mafia farmaceutica não está aproveitando para manipular opinioes cientificas altamente contundentes ainda mais num assunto de medo, pavoroso, para poder vender remedio ? Dá para confiar nisso tudo que é falado considerando a ganancia por vendas,consutas e exames medicos? E as provas cientificas? Vc não é curado, é mantido vivo desde que consuma eternamente os remedios. Situação extremamente agradavel e ideal não só para a AIDS mas para um sem numero de doenças. É ou não é?

Deciao

4 de dezembro de 2012 05:00

Tem outra: assim como toda especie viva neste planeta até certo ponto é fruto de projeto, tecnologia, isto matematicamente provado, então de onde surgiu esse virus sofisticado da AIDS ? do nada ? Se for por que especies extintas não ressurgem do nada ? Não seria da mesma mafia farmaceutica que posteriormente poderia vender remedio com a sintetização do virus, dando desculpas que foi para frear a prostituição no planeta ? Tá na cara que existe um nivel de tecnologia muito alta para o aceite das pessoas comuns controlada por alguem que tem o nivel fraterno incompativel com essa tecnologia. Só visam lucro.

Dona de Corno

20 de fevereiro de 2013 17:01

Esse artigo e ridiculo. Primeiro, porque vc. Engana as pessoas com o mito de que usar camisinha protege da aids. Isso e MENTIRA, porque as camisinhas arrebentam em mais de 95% das vezes. Eu fico vendo esses babacas propagar a ilusao das camisinhas e me pergunto: toda essa gente e virgem ou nunca usaram camisinha na vida. Pois eu ja usei e te digo que em TODAS as vezes que eu usei, ela arrebentou e nao me protegeu em nada. Bando de filhos da puta mentirosos. Se eu peguei aids foi por culpa de filhos da puta como vc que mentiram e me enganaram com a ilusao de que a camisinha protege alguma coisa. Rezem para que eu nao tenha pegado aids; porque se eu fui infectado, eu juro por deus que eu vou atras de todos os filhos da puta que defendem o uso da camisinha, com um facao e vou cortar o pinto de vcs fora seu bando de filhos da puta.